O CIES realiza atendimentos médicos para o setor público, com valores baseados na tabela SUS e, dentro dela, é preciso ser muito cauteloso em encontrar corretamente o código certo correspondente ao procedimento realizado por nossa equipe de saúde nos locais de atendimento.

Nos últimos 6 meses, o CIES tem aumentado o número de atendimentos realizados e, com isso, o volume de trabalho para nossa equipe financeira também aumentou. Para equalizar a situação, a Gerência Financeira desenvolveu uma estratégia que atingiu o esperado e ainda trouxe mais vantagens para os colaboradores e a administração do CIES Global. Em agosto, toda a equipe do faturamento começou a trabalhar em conjunto na Sede Administrativa da organização, no Alto do Ipiranga, na cidade de São Paulo. Antes, havia profissionais lotados e dedicados ao faturamento de arenas específicas.

Com isso, foi liberado espaço nas unidades móveis para mais atendimentos, a equipe responsável pela análise e lançamento de códigos ficou mais integrada e com volume de trabalho igual entre cada um dos funcionários, independentemente do número de atendimentos realizados no local onde antes esse colaborador ficava alocado.

O grupo hoje registra cerca de 53.737 atendimentos a pacientes, 64.600 exames e 1.159 cirurgias mensalmente. Quando a equipe operacional de faturamento atuava em unidades separadas, a média, por funcionário, era de 3.500 registros mensais. Hoje, ultrapassam 20 mil cada um, graças à melhor organização e distribuição do trabalho, que se tornou mais compartilhado e menos individual.

O gerente Financeiro, Cláudio Paiva, avaliou ainda outros ganhos que o CIES teve com essa alteração do local de trabalho da equipe. “Reduzimos a utilização dos contêineres das arenas para acomodar equipes com rotinas funções administrativas. Com isso, as estruturas ficaram à disposição para serem utilizadas em atividades fins do CIES. Para a inovação social e tecnológica do CIES se perpetuar é preciso também inovação no modelo de negócio. E são atitudes como essa, baseadas na metodologia Lean, que utilizamos.”

“Vale frisar que o aumento de procedimentos faturados se deve ao maior volume de processos nas arenas e que o novo sistema, o SisCIES, contribuiu para agilizar nosso trabalho. Mas sem uma ação nossa para esse novo cenário, seria mais difícil atender às novas metas estabelecidas”, explicou a Coordenadora da equipe de Faturamento, Amanda Faria.

Os indicadores apontam também que o CIES Global está consolidado como uma organização sem fins lucrativos economicamente sustentável, oferecendo serviços de saúde com valores baseados na tabela do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Equipe CIES Global

Equipe de Faturamento do CIES Global