O CIES Global e a Fleximedical concederam dois contêineres que estão sendo utilizados para atendimento psiquiátrico a dependentes de crack na Rua Helvétia, na região central de São Paulo. A unidade do Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas (CAPS/AD) do município oferece a estrutura necessária para receber, tratar e encaminhar os pacientes, que em sua maioria são da região da nova luz, conhecida como Cracolândia.

 

Além dos contêineres, que estão divididos entre ala feminina e ala masculina, o espaço conta com acolhimento, recepção e enfermaria, respeitando a arquitetura de fluxo hospitalar.  A área total ocupada é de 400m² e está coberta por uma tenda.

 

Em entrevista ao site de notícias G1, o secretário de Assistência Social de São Paulo, Filipe Sabará, afirmou que toda a estrutura que envolve os contêineres concedidos pelo CIES Global e Fleximedical é uma “porta de entrada para aqueles que querem mudar de vida e sair da dependência química”.

 

Os Centros de Atenção Psicossocial e as Unidades Básicas de Saúde (UBS) são portas de entrada para o atendimento na área de Saúde Mental, oferecidos pela Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo. Existem hoje 84 unidades, sendo 26 deles Álcool e Drogas (AD), 25 Infantis, 2 Infantojuvenis. Destes, 11 funcionam 24 horas por dia e oferecem atendimento hospitalar noturno.